Na 10ª Feira de Produtos da Agricultura Familiar, Embrapa e Agraer mostrarão que é possível produzir mais leite utilizando tecnologias simples

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, abril 26, 2016 as 12:39 | Voltar

Gado leiteiro é alimentado à noite no cocho e descansa durante o dia à sombra das árvores nativas da propriedade rural de Antonio Vian

Em Mato Grosso do Sul, a produtividade de leite por animal por dia é baixa, de 3 a 4 litros/dia. Segundo Orlando Serrou Camy, coordenador do Programa Leite Forte, da Sepaf, o ideal mínimo seria acima de 10 litros/dia. O resultado é que a produção de litros por ano no Estado cresceu pouco: de 480 milhões/ano para 540 milhões ano em um período de dez anos. Segundo Camy, esse pequeno aumento só aconteceu devido aos novos assentamentos rurais formados nessa última década.

Com o propósito de mostrar aos criadores de gado leiteiro de MS que é possível aumentar a produção de leite com tecnologias simples, a Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS) e a Agraer mostrarão no giro tecnológico da 10ª Feira Estadual de Produtos da Agricultura Familiar de MS, que é possível produzir mais leite utilizando tecnologias simples.

O giro tecnológico será nos dias 29 e 30 de abril, em Glória de Dourados. Caravanas de agricultores sairão do Parque de Exposições Manoel Alves de Azevedo para as propriedades dos produtores Antônio Vian e Francisco Rigatto que possuem sistemas de produção totalmente diferentes. São casos de sucessos em uma área pequena de cada propriedade.

Na propriedade do produtor rural Antonio Vian, em Glória de Dourados, MS, cada vaca holandesa em lactação produz acima do ideal mínimo: 18 litros/dia na média anual.  Cada vaca girolanda na propriedade do produtor Francisco Rigatto produz 15 litros/dia de leite na média anual – Rigatto ainda reaproveita a para irrigação do pasto a água utilizada para criação de peixes.

Para explicar como é possível chegar a esses resultados, estarão em cada propriedade pesquisadores da Embrapa – Claudio Lazzarotto e Marciana Retore (falarão sobre pastagens), Tarcila Silva e Luiz Inoue (falarão sobre piscicultura) -, e técnicos da Agraer – André Barros, Marcos Darlan e João Carlos Stefanello.

Sistemas

Rigatto utiliza sistema de pastejo em piquete rotacionado, com forrageiras adequadas para a alimentação do gado leiteiro: Jiggs, Porto Rico e Mombaça – palatáveis, resistentes ao pisoteio, cobrem bem o solo, de fácil manejo e resistentes a doenças e pragas como a cigarrinha. Para o bem estar do gado, plantou eucalipto para os animais poderem ficar na sombra.

A produção de peixes é algo recente na propriedade de Rigatto. Ele usa a água da irrigação do pasto, que fica em tanque escavado revestido com lona, para a criação de peixes. Apesar da dificuldade na venda dos peixes, por haver poucos frigoríficos no Estado, Rigatto não perde o foco e busca capacitar-se para diminuir os riscos da atividade e inserir-se no mercado, produzir peixes de qualidade, de acordo com o manejo alimentar adequado e a manutenção da excelência da água.

O destaque no sistema utilizado pelo produtor Vian é o fornecimento total de alimento no cocho com capim napier e não no pastoreio direto, sendo tudo mecanizado. O capim napier produz boa quantidade de biomassa e tem uma boa aceitação pelos animais. Com o calor de Mato Grosso do Sul, o gado dá preferência para se alimentar à noite. Por isso, Vian solta o gado durante o dia, que fica à sombra das árvores nativas da propriedade sobre o pasto Porto Rico. Esse pasto, caso os animais queiram pastar, possui qualidade apropriada para alimentação.

Feira – A Feira Estadual de Sementes Crioulas e Alimentos da Agricultura Familiar, em 2016, passou a se chamar 10ª Feira Estadual de Produtos da Agricultura Familiar de MS. Além do giro tecnológico, haverá mesas redondas, oficinas, palestras, seminários, shows e missa sertaneja, com a programação completa sendo realizada durante três dias: 29 e 30 de abril e 1º de maio. Simultaneamente à 10ª Feira, será realizada a Expoglória. A promoção do evento é da federação da Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul (FAF-MS). A realização é da Coophaf, prefeitura de Glória de Dourados, Embrapa, Agraer, Sepaf, Incra e MDA.

Sílvia Zoche Borges (MTb-MG 08223 JP)
Embrapa Agropecuária Oeste

Telefone: (67) 3416-9742

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Publicado por: kventorim@semagro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.